sábado, setembro 02, 2006

Igual mas diferente

Como já disse em artigos anteriores a estratégia de tentar ser tudo para todos é a pior coisa que uma empresa pode tentar fazer, especialmente na internet onde a possibilidade de explorar nichos de mercado é muito mais viável do que no mundo real.

Para ilustrar isso vamos estudar o caso do site “800 CEO Read”, um comércio eletrônico de livros que trabalha unicamente com títulos voltados para a área de negócios, nas categorias de vendas, marketing, economia, liderança, carreira, administração e afins.

Ao invés de tentar imitar a estratégia do líder essa empresa se especializou em um nicho, agregando diversos serviços ao produto, como a seleção dos melhores livros, sugestões de leitura, pacotes de livros, listas e resenhas (resenhas de verdade e não aqueles resumos de 2 ou 3 linhas que você encontra na maioria dos outros sites).
















(clique para ampliar)

Além desses serviços o site conta ainda com um blog no qual trata diversos assuntos ligados aos livros que vende, como também um podcast seguindo a mesma linha.

Agindo dessa forma a decisão de compra é transferida para outros critérios que não o preço, uma vez que eles são iguais ou na maioria das vezes superiores àqueles da Amazon, mesmo porque tentar competir no quesito “preço” seria uma loucura, uma vez que sua estrutura e acesso a elementos como distribuição, volume de compras e poder de barganha com os fornecedores é extremamente menor.





















(clique para ampliar)

Dessa forma a “800 CEO READ” consegue manter sua margem de lucro em um bom nível, evitar uma guerra e preços onde certamente sairia perdedora, e servir muito bem ao publico ao qual se dispõe.

Atender a um mercado já existente pode parecer mais fácil, no entanto a quantidade de competidores que você vai encontrar é muito maior. O segredo está em encontrar um nicho que ainda não é servido e criar um novo mercado, onde você pode ditar as regras.

Por que atacar seu oponente de frente, quando você pode simplesmente cercá-lo?

Um comentário:

Thalis Valle disse...

Sim, é verdade. Mas para começar um negócio com esse pensamento, o empreendedor deve conhecer muito bem o mercado, porque tentar cercar empresa grande, pode acabar sendo esmagado por ela, sem chance de renascimento (e nem reencarnação serve).

Não tenho dúvidas de que segmento/nicho certo é o caminho.